Liduina do Nascimento
O amor é algo que não se descreve
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil ContatoContato
Textos

Imagem de 18-11-16





 
Alma Iluminada

Crônica


 
Há lugares tão bonitos, fascinantes que mais se parecem com alguns sonhos, feito espaços de minha alma, nela é sempre um dia gostoso de inverno, com brisa, com orvalho, dia de luas escondidas, silenciosas e apagadas para que os enamorados se inspirem muito mais...
Se não encontro você, todos os meus caminhos levam-me para lugar nenhum, vou até o final sentindo-me sufocada num túnel que me obriga à viagens diárias de volta, e não me sinto ali olhando as paisagens, sou passageiro insatisfeito com as flores à beira da estrada, insatisfeitas, caídas... Penso em você me reanimo porque o sonho de ter você, não acabou, não acaba. Há um brilho no meu olhar, dum mundo que descobri em você, é a força da sua alma iluminada que vem até a mim.
Não importa a que distância nós vivemos, ou se não nos falamos todos os dias, e se eu não estou repetindo a cada instante que eu amo você, você sabe que não há ninguém, nem o tempo que faça eu esquecer de você, o amor que eu sinto por você não diminui um só instante, pelo contrário, eu sei que em você eu vejo a vida com outros olhos. E por falar em olhos, é em seus olhos que eu viajo, numa busca incansável, olhar que deixa a vontade mais intensa, olhar que me chama, que acende cada vez mais a chama desse meu amor louco por você. Só de pensar em você meus olhos brilham intensamente... Eu amo você nunca duvide disso... Você é a luz da minha vida, seja dia sem sol, ou noite sem luar. Você é o melhor que eu tenho na vida, se caminho feliz, é porque sei que a parte melhor está lá no final da estrada.








 
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 19/11/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.