A poesia está em todo lugar
Liduina do Nascimento
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Textos





Porque escrevo

 
Desde os meus onze anos de idade, escrevo,
Mesmo quando eu não sabia o porquê,
Estava sempre com um lápis nas pontas dos meus dedos,
Tenho sede de letras, feito a minha vontade de viver!
Escrevo como quem acorda cedinho e o seu primeiro gesto
É abrir os olhos, assim que desperto
fico recordando o que eu sonhei, onde me inspiro,
acrescentando o que durante o dia, idealizei.
Às vezes eu fico pensando:
Se eu tivesse chance de recomeçar,
Se tivesse outra vida para sonhar,
Escreveria em dobro o que já escrevi,
Porque a minha inspiração não pára um segundo,
Se eu escrevesse o tanto que eu gostaria
Acho que o meu pobre coração não aguentaria.
Pois não invento poesia, escrevo com a força da minha alma,
A tristeza ou a alegria.
Escrever poema em prosa faz a minha alma flutuar,
por todos os lugares que existe na vida,
Principalmente aqueles que nunca pude visitar.
Escrever me traz leveza,
Faz nascer a cada dia mais vontade de amar,
amar o novo dia, amar sem distinção, a natureza.
Não me preocupo que queiram me imitar,
Para escrever como eu escrevo,
Tem que passar pelas dores que eu passo,
precisa perder a dependência, ou a timidez,
Tem que aprender, o verdadeiro caminhar,
Foi o jeito que Deus me deu, de absorver da vida,
a beleza, pra eu viver feliz, um dia de cada vez.
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 16/06/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.