Liduina do Nascimento
Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente ._ William Shakespeare
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda





Porque escrevo

 
Desde os meus onze anos de idade, escrevo,
Mesmo quando eu não sabia o porquê,
Estava sempre com um lápis nas pontas dos meus dedos,
Tenho sede de letras, feito a minha vontade de viver!
Escrevo como quem acorda cedinho e o seu primeiro gesto
É abrir os olhos, assim que desperto
fico recordando o que eu sonhei, onde me inspiro,
acrescentando o que durante o dia, idealizei.
Às vezes eu fico pensando:
Se eu tivesse chance de recomeçar,
Se tivesse outra vida para sonhar,
Escreveria em dobro o que já escrevi,
Porque a minha inspiração não pára um segundo,
Se eu escrevesse o tanto que eu gostaria
Acho que o meu pobre coração não aguentaria.
Pois não invento poesia, escrevo com a força da minha alma,
A tristeza ou a alegria.
Escrever poema em prosa faz a minha alma flutuar,
por todos os lugares que existe na vida,
Principalmente aqueles que nunca pude visitar.
Escrever me traz leveza,
Faz nascer a cada dia mais vontade de amar,
amar o novo dia, amar sem distinção, a natureza.
Não me preocupo que queiram me imitar,
Para escrever como eu escrevo,
Tem que passar pelas dores que eu passo,
precisa perder a dependência, ou a timidez,
Tem que aprender, o verdadeiro caminhar,
Foi o jeito que Deus me deu, de absorver da vida,
a beleza, pra eu viver feliz, um dia de cada vez.
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 16/06/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.