Na solidão das palavras

Liduina  do  Nascimento

Textos


 
                     


 
O Mar é um vício



Hoje no primeiro dia do ano
Num calor escaldante
Não resisti, quis me deixar
ser jogada pelas marés bravas

Fosse pelo excesso do que assistiram
na noite passada, sem nada falar

Será que também elas julgariam
as almas que aqui passaram tentando
as suas mágoas desabafar

Janeiro bem vindo

O primeiro dia, dos tantos desejos
que renovaremos, nada melhor que
como testemunha, o céu e o mar.

 
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 01/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Site do Escritor criado por Recanto das Letras