Na solidão das palavras

Liduina  do  Nascimento

Textos








Os nossos sonhos
 


O meu neto de oito anos, me perguntou - Vovó, você sonhou coisas boas na noite passada? Sonhei tantas coisas ruins vovó, foi horrível, como é que você consegue sonhar coisas lindas? _ Sim, meu amor, os nossos sonhos é um caminho que a gente escolhe, a vovó nunca tem pesadelos, sempre sonho coisas lindas, é verdade. Porquê eu não deixo a realidade dura da vida, entrar nos meus sonhos, nem na minha vida, primeiro eu só penso coisas boas, só desejo o bem às pessoas, procuro não assistir filmes horrendos, (esse é o motivo dos seus sonhos ruins, você vê muitos filmes que não é para a sua idade, e nem para a minha). Não ouço conversas de pessoas que tem tendências à gostar de tragédias, enfim, fujo das coisas ruins, entende? Não deixo entrar na minha alma, cenas tristes, e quando vou dormir à noite, eu me concentro naquilo que quero que venha  para os meus sonhos, porquê se eu não conseguir lembrar, pelo menos ruim não vai ser, entende? É só levar para a alma e para a cama, as coisas que nos faz bem, assim como você que eu amo muito, vou já lhe ensinar a sonhar coisas boas,  certo? Venha aqui meu amor, sabia que você é um dos motivos pra eu sonhar coisas boas? - Tá bem vovó, também amo você, muito, muito, milhões de milhões de amor!!!  _ Nossa que coisa mais linda de se ouvir  e também de se sonhar, sabia Jeanzinho? :)
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 06/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Site do Escritor criado por Recanto das Letras