Na solidão das palavras
Liduina  do  Nascimento
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos PerfilPerfil
Textos

           






Refúgio
                            
 
 
 
Não deixe de fazer algo pensando nos outros nem se sinta egoísta
por cuidar de você mesmo. Daqui a alguns anos nada do que
sofremos vai importar, nem para nós mesmos, o que irá
nos marcar mesmo, serão as boas lembranças, sejam da nossa
infância, da juventude, ou as mais recentes.
Perceberemos que muito das nossas aflições
e decepções, perderão a potencialidade, e só nos fizeram mal,
porquê permitimos. Ninguém vale a nossa profundidade
e intensidade ou dor, soframos somente o que não tivermos
o poder de evitar. Vamos dar ênfase à alegria.
Amar é algo seu somente, se for amor, não muda os fatos.
Daqui a alguns anos, verá que só valeu a pena àqueles que
de fato estão com você e ficarão até o fim.
Não se vive de recordações,
mas, vivemos de aspirações, não combino com uma vida solitária,
só nos momentos em que eu escolher, porque gosto.
Não quero ficar cercada de gatos, nem ter uma vizinha chata
batendo à minha porta em horário impróprio. Quero um sítio,
uma casa das mais simples, ao pé da serra, hortaliças, riacho,
isso cairia bem - O despertar com um galo cantando.
Viver com reservas, selecionando bem com quem quero dividir
o meu tempo e espaço. É assim, escrevo, mas, vivo.
Enquanto você escreve, e se refugia atrás das letras...
Eu vou, enquanto você luta, já aliviei muito dos meus anseios,
que pouco a pouco foram se esvaindo, portanto,
não dê tanta importância  ao que lhe faz ou fez sofrer, esqueça,
não adoeça à toa. Vamos olhar o sol se pondo lá do alto
da nossa liberdade,
Por sobre tapetes de nuvens douradas, que esplendor.
Vamos reaprender valorizando as nossas vidas, sem peso, culpas. 
Não deixe as suas asas quebradas, elas sempre terão conserto.
Para você voar não se faz necessário um bando de aves,
Voe só, plenamente.

 
                              Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 28/07/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.