Na solidão das palavras
Liduina  do  Nascimento
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos PerfilPerfil
Textos


 


Ciúmes



Quem disse que para sentir ciúmes,
é preciso estar perto,
é preciso ter o teu amor,
é preciso à tua alma, ter acesso.

Eu tenho ciúmes, embora não sejas meu,
mesmo que não sejas de ninguém, mas,
sinto muito ciúmes, quando escreves
sobre o amor, quando contas o teu dissabor,
sei, teu amor é algo somente teu também.

Sinto ciúmes, basta imaginar,
que tu podes pensar em alguém
que tu, sei não amas, mas, a inspiração vem.

Morro de ciúmes só de pensar
que ela pode ver o teu rosto, beijar  as tuas mãos,
Ela pode agora estar ouvindo a tua voz, sinto...
Ah não suporto não, pulsa forte o meu coração.

Sinto muito, fico fingindo que está tudo bem,
Não está não, sou tão tua, tua, acredite,
Nunca serei de mais ninguém.

Sinto muito... Sinto ciúmes sim,
sinto-me uma tola,
Sinto vontade de me esconder, até  de mim.


Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 31/08/2018
Alterado em 03/09/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.