Liduina do Nascimento

....Na solidão das palavras

Textos






Na solidão das palavras




Já não escrevo para o meu amado,
também não sei mais falar sobre o amor,
quando lembro que tudo o que nos unia,
num laço inexistente,
acentuou esse nada que invadiu o meu coração,
sei, tudo estava tão somente em mim...

A minha estrada foi estreitando-se, depois,
e para respirar, vez por outra,
eu preciso voar no vazio dum infinito sem cor.
 
É quando volto à escrever recriando cores,
tristemente me perco nas minhas próprias linhas,
na solidão das palavras que não são lidas,
nem ouvidas, não por ele, antes,
elas se perdem no tempo...

Concluo por fim, não sei mais escrever,
mas, não sei porque, quando tento,
mesmo com a minha alma sorrindo comovida
e sem graça, eu só escrevo para você.
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 01/10/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras