Na solidão das palavras
Liduina  do  Nascimento
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos PerfilPerfil
Textos







Minto





Às vezes eu sinto uma vontade imensa,
de lançar minha alma para muito longe,
deixá-la do outro lado do mundo, 
e dela, para sempre me esconder, 
para assim desse amor, esquecer.
Não aceito ter nascido para esta dor carregar, 
e pensar ter esse medo de passar 
o resto da minha vida sem poder lhe abraçar.
Quando eu digo que gosto de ser só; Minto. 
Gostaria mesmo, era de estar com você. 
Quando digo que nada mais espero, 
também estou mentindo... 
Em cada esquina da vida, espero por você,
mesmo tendo a certeza de que nunca irei lhe ver. 
Sei, para você eu morri
ou mesmo nunca sequer existi. 
Estou muito triste, não sei o que fazer 
para mudar esse sentimento,
este mesmo, que não combina com o mundo bonito 
e real que criei para mim. 
Estou muito triste, mas, sei.
Está tudo bem, é por amar você, o meu lamento.
 
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 10/10/2018
Alterado em 11/10/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.