A poesia está em todo lugar
Liduina do Nascimento
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil
Perfil

  Sou o que sou  
                                                                     

Inquieta.
Nordestina, sangue quente,
Penso e escrevo mais do que posso falar.
Reservada...
Transparente. Vaidosa, cuidadosa,
Simples, nem tanto,
Não gosto de botequim nem de hotel barato,
Não gosto de café frio. Nem de qualquer prato.

 
Responsável,
Independente em demasia.
Amiga de poucos, porém,
Quando amiga, sou pro que der e vier,
quem me conhece confirma.

 
Não guardo rancor,
apenas me reservo.
Cheia de amor, sou. Amor sob medida.
Amor pelo sol, pelo mar,
pelas montanhas, nuvens,
Amor, pelas estradas, pelos rios,
pelos passáros ah! Adoro passáros de toda espécie.

 
Amo a lua, as estrelas,
Amo o sol e o seu calor,
A chuva então me fascina.

 
Adoro as borboletas,
amo os cactos,
Amo a minha cidade Fortaleza-Ceará.
 
Adoro Fernando Pessoa!

Escrevo o que eu bem quero escrever
não me preocupo com a opinião dos outros
nem na escrita, nem na vida pessoal.

Gosto de livrarias,
a Livraria Cultura, em especial.
Não sou poeta, nem pretendo ser,
Escrevo bobagens, por escrever.
Às vezes sou conto, às vezes sou cartas,
Pensamentos...  Às vezes  poesia, poemas sou.
Algumas vezes plena, outras vazia.
Mas sempre há verdade nos meus momentos
que nem sempre escrevo com alegria.

 

(edição esgotada)
Luar de Vidro
Autora do livro

(Editora Expressão Gráfica - Fortaleza - Ceará)
Em cada um deles deixo um pouco do que sou hoje,
amanhã eu já não sei, pois tudo muda.


.
Estou editando o meu terceiro livro,
Cujo lançamento dos dois últimos, será em 2018.
1 - A vida dispensa títulos
2 - Palavras sem destino


_ Liduina do Nascimento