Um jeito simples de poesia
Liduina do Nascimento
CapaCapa TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil LinksLinks
Textos

                                  

                                  
Fim



Meu amor,
Ah como eu queria que só por hoje, pelo menos esta carta pudesse chegar até à sua alma, para que você pudesse sentir mesmo de tão distante,
o que se passa dentro de mim. Há uma força inexplicável em minha alma
que às vezes amando se acalma, e por outras não consegue ficar totalmente longe de você. Escrever desse amor para você, se tornou tão essencial quanto respirar para mim. Sabe, quando viajamos num túnel imaginário, achamos que no final existe uma solução para o fim da saudade, o fim dos desejos, o fim da ânsia em dizer, em sentir! Mas, o fim não me causa medo. Porque quando o assunto é você; Não existe fim, nem para o amor que eu sinto por você, eu não quero descansar nessa busca.
Existe uma certeza que, chegando do outro lado, encontrando você,
Eu, retornando só com você ainda mais dentro de mim,
recomeçarei tudo tudo, seguirei pelos mesmos caminhos, de saudade,
de dias e de noites que viverei para o novo dia que irá trazer a felicidade
de lhe encontrar sucessivamente.
Hoje eu senti uma vontade maior do que todas as outras,
de caminhar com você, na praia, numa manhã dessas sem sol,
olhando esse mar com seu azul esverdeado opaco, vontade de tomarmos juntos um café em qualquer lugar dessa ou de qualquer cidade,
para me perder nos seus olhos, esses olhos dos meus sonhos de amor,
há neles uma infinita promessa de amor, eu amo olhar os seus olhos
de mistérios. Hoje mais do que nunca eu estou morrendo de saudades
de você, saudade que dói gostoso, mas alimenta a minha vida, fico daqui querendo a sua voz,
o seu riso, a sua alma junto da minha.
Meu amor, me perdoe se lhe parecer excesso, mas o que eu faço com tanta saudade,? Senão, sair por aí bebendo a sua marca,
Não há um lugar que você deixe a sua poesia, que eu não siga e leia com todo amor, você é muito lindo!
E a sua sensibilidade e discrição de sua alma, me emociona.
Tento me conter, mas tem horas que não consigo, eu preciso dizer,
quero fechar os meus olhos e sentir que vou abraçar você,
quero lhe dar nesse instante todo amor que há em mim e que é só seu.



 
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 20/01/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.