CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
LinksLinks
Liduina do Nascimento
Um jeito simples de poesia
Textos



Não tente



E o que existe agora é algo que não adianta.
Algo que não lhe leva a lugar nenhum.

Dentro do peito só uma saudade danada.

Na alma um vazio assustador,
Na memória àquela interrogação.

É um silêncio diferente.

É o fundo do mais profundo dos silêncios
do mundo!

Silêncio
Absurdo,
desses que ultrapassa
qualquer
silêncio banal,
Com um sabor amargo da despedida,
deixando ao redor de mim,
Uma solidão sem medidas.

Só quem entende este silêncio
É quem ficou para trás porque perdeu um amor
que fugiu sem dizer o
Porquê,
Se foi e nem disse adeus.

Não,
Não tente.

Compreender às vezes dói muito mais
que não saber.

Bom mesmo é continuar sendo
Sendo mais eu, não preciso de loucos
Para louca, continuar ser.
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 05/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.