CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Liduina do Nascimento
Não me atenho à traduzir  minha dor, senão à aliviar meus pensamentos, quando escrevo.
Textos






 
Sem  pretensão


 
 
Depois de um dia tão quente
Atordoando os pensamentos

Olha só

Lá vem a chuva que começa
Tão fininha 
Invadindo devagar
A sequidão da rua
Vem fazendo festa
No telhado da varanda
Vem chuva
rega em mim,
A certeza de que a vida continua

Agora
Chove  mais forte
Vem chuva
Acentua para amanhã, o verde da folhagem
Repleto
de frescor  para os passarinhos

Chuva
tão gostosa de se ouvir
Guarda  chuva, cá dentro de mim, 
O amor
Deixa mais bonita a paisagem
Leva  da alma o calor
e os meus tormentos
Leva também os maus pensamentos

Chuva

Chuva trazida pelos ventos
Ventos que como eu
Sem pretensão
Só, quer seguir o seu caminho.



_ Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 30/12/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.