Liduina do Nascimento
Inspirações poéticas, tema livre, nesse poema em construção que é viver.
Capa Meu Diário Textos Perfil





Sempre


Viver fora da poesia ainda assim encontrar beleza em tudo, fica fácil trazer para o sono os sonhos e neles viver o seu amor, às vezes aqui fora tudo fica mais difícil, almas de rumos opostos nem por isso deixam de se dar as suas mãos pelos céus de luar e estrelas, ou pelos campos, esperar o sol sair, ambos com os seus percalços, e sonhos individuais, cada um com o seu jeito de ouvir a melodia que eleva o seu ser, somos eternamente sozinhos, nessas viagens prevalece a ilusão dum amor tão seu somente, porque amamos mesmo o amor mesmo impossível, daqueles que por si só nos faz ansiosos. O que não deixa de ser amor, nem faz esquecer do outro nem da sua dor, de onde nasce o desejo de proteger, cuidar, e de longe desejar toda felicidade, fique bem que também ficarei bem... Quando disse que amarei para sempre, sim, disse para sempre foi com toda a verdade, não importa se não está em meus braços, e nunca estará, daqui da minha alma você não sai. Quando às vezes falamos que amamos por amar simplesmente, é um engano, ninguém ama por amar, mas porque encontramos no ser amado, milhões de motivos para levá-lo para sempre dentro de nós por onde formos. Esse é o meu jeito de querer e de amar, não me canso de dizer, quero muito você que amo com admiração, poesia e com realidade.
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 17/02/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.